Private Equity

O Brasil reúne condições favoráveis a investidores, nacionais e internacionais, que buscam diversificar seus portfólios por meio de ativos alternativos, tais como investimentos em startups, venture capital e private equity, que proveem capital para diversos negócios, de nascentes inovadoras de alto impacto a grandes projetos tradicionais de infraestrutura. Esta é a conclusão do webinar “Oportunidades profissionais a partir do MBA em Private Equity, Venture Capital e Investimentos em Startups”, realizado pela FGV na última segunda-feira (14).

“Estamos falando de family offices, wealth managers, grandes corporações, fundos de pensão federais, estaduais e municipais, fundos patrimoniais, bancos e agências de fomento, e agências governamentais nos diferentes níveis da administração. Esses investidores precisam de pessoal qualificado, que compreenda esta classe de ativos e que saiba onde e como alocar seus recursos”, afirmou o sócio-fundador e diretor presidente da Novocim, Rodrigo Lara. “Na outra ponta, os gestores de private equity e venture capital – assim como os investidores anjos, consultores, advogados, administradores de recursos e demais profissionais que atuem nesta indústria – precisam ser eficientes e altamente capacitados para identificarem e aproveitarem as oportunidades que surgem com a expansão desta indústria”, colaborou Sérgio Yates, sócio da Confrapar – gestora de fundos de investimento em empresas emergentes.

O evento foi Mediado por Caio Ramalho – Coordenador do FGVNEST (Núcleo de Estudos em Startups, Inovação, Venture Capital e Private Equity da FGV) e João Barroso, que é o diretor da FGV Educação Executiva RJ e DF.

 

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0