Startups Brasileiras Já Receberam US$ 2,49 Bi Em Aportes Em 2020

As startups brasileiras podem estar mesmo seguindo em direção ao seu melhor ano na história. Um levantamento da Distrito divulgado nesta terça-feira, 3, indicou que as empresas receberam cerca de US$ 2,49 bilhões em investimentos no ano de 2020. Segundo o estudo, o montante já representa um crescimento de 3% em relação ao mesmo período de 2019 – isto é, entre janeiro e outubro do ano passado.

Ao todo, 338 rodadas de investimento colocaram as startups brasileiras em condições de superar as marcas do ano anterior, registradas entre os meses de janeiro e outubro. Somente no mês de outubro, os aportes somaram US$ 221 milhões, montante 258% maior do que o registrado no mesmo mês em 2019. E o mercado dessas empresas, apesar do crescimento constante mensal, contou com uma ajuda em 2020: os fundos estrangeiros.

De acordo com o levantamento, investimentos de cifras altas feitos por instituições de fora do Brasil, como o Softbank, por exemplo, ajudaram a alavancar os valores em relação ao ano anterior. Aqui no Brasil, o grupo japonês tem em seu portfólio empresas como

“O mercado de venture capital no Brasil segue extremamente aquecido. No início da pandemia, sentimos que os investidores ficaram um pouco mais cautelosos, mas logo em junho os aportes começaram a ser retomados com uma velocidade crescente”, pontua Gustavo Gierun, cofundador do Distrito. “Nestes dez meses, já superamos o acumulado durante o mesmo período de 2019 e nossa expectativa é que este cenário se mantenha pelos próximos meses. Ao que tudo indica, há grandes chances de termos o melhor ano da história para o universo das startups brasileiras”, completa.

Esse crescimento ajudou startups de várias áreas a se estabelecerem no mercado. Das 338 rodadas, 292 foram voltadas para empresas em estágio inicial, as early stages, com investimento-anjo, pré-seed e seed. A maior quantidade de dinheiro, porém, foi depositada em grandes negócios do mercado de startups: 92% do capital registrado foram para empresas já em estágio avançado, em rodadas Serie A, por exemplo.

Para as startups, 2020 também tem sido, até o momento, de expansão de negócios. O levantamento mostrou que foram 118 fusões e aquisições, marca que indica o maior número de movimentos do tipo em um ano, com adtechs e fintechs liderando o ranking de negociações.

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0