Impactos Covid-19 No Varejo

A pandemia de Covid-19, responsável por causar uma séria crise mundial de saúde e financeira, mostra que as pessoas estão mais ansiosas e mais preocupadas com a movimentação do mercado, planejamento orçamentário e com manutenção e pagamento das contas. Esse novo olhar, com os aspectos ligados às finanças, gera consequências nos comportamentos financeiros, impactando os números e resultados ao setor de varejo.

As vendas no varejo tiveram queda de 31,8% em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo levantamento da Serasa Experian, essa é considerada a maior retração desde o início da série histórica iniciada em 2001, baseada no número de consultas feitas à base de dados da consultoria. A maior queda havia sido em janeiro de 2002, quando as vendas reduziram 16,5%.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a atividade do varejo apresenta uma retração de 10,1% em relação ao período de janeiro a abril de 2019. Para tentar driblar as perspectivas de queda, no dia 1° de junho, algumas regiões do país iniciaram o processo de flexibilização da quarentena. Através dessas medidas, estima-se que a economia inicie um reaquecimento, trazendo animo ao mercado, além de esperança aos consumidores e aos varejistas.

 

Datas comemorativas

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), importantes datas do calendário continuarão a sentir os impactos com as quedas das vendas, faturando menos do que a metade somada em 2019. Exemplo disso, foi a estimativa de vendas do Dia das Mães, que apresentou a perspectiva de 60% de queda. Segundo a pesquisa, a Páscoa sofreu redução de 31,6% no número de vendas.

Aproximando-se do calendário, o Dia dos Namorados (12/06), mostra, além de novos tipos de presentes, um novo jeito de comprar, impactando diretamente na queda prevista pela CNC, os preços. Segundo os especialistas, tudo muda neste cenário de pandemia: o presente, a forma de comprá-lo e o preço. O momento pede calma e planejamento.

 

Índice Cielo do Varejo Ampliado

O impacto da pandemia da Covid-19 é bem diferente nos diversos formatos do setor de varejo, mas, de modo geral, é inevitável não notar que o ramo está sendo significativamente afetado.

O estudo “Impacto do Covid-19 no Varejo Brasileiro”, divulgado pela companhia CIELO, mostra uma breve análise de como o setor está reagindo ao isolamento das pessoas, ao fechamento de bares e restaurantes e à redução das frotas no transporte público.

Abaixo, confira os resultados coletados no período entre 01 de março a 30 de maio de 2020.

– O setor de Drogarias e Farmácias apresentou queda de -3,9% no período acumulado;

– O setor de Supermercados e Hipermercados apresentou crescimento de 15,6% no período acumulado;

– O setor de Postos de Gasolina apresentou queda de -34,9% no período acumulado;

– Os Demais Setores em Bens Não Duráveis apresentaram queda de -24,1% no período acumulado;

– O setor de Vestuário apresentou queda de -66,6% no período acumulado;

– O setor de Móveis, Eletro e Lojas de Departamento apresentou queda de -32,3% no período acumulado;

– O setor de Materiais para Construção apresentou queda de -7,6% no período acumulado;

– Os Outros Setores em Bens Duráveis apresentaram queda de -40,4% no período acumulado;

– O setor de Turismo e Transporte apresentou queda de -77,6% no período acumulado;

– O setor de Bares e Restaurantes apresentou queda de -60,0% no período acumulado;

– O setor de Serviços Automotivos e Autopeças apresentou queda de -24,0% no período acumulado;

– Na abertura por grupos de setores, o setor de Bens Não Duráveis apresenta a menor queda, -2,4, atenuando o impacto no período;

– O setor de Bens Duráveis apresentou queda de -42,0% no período acumulado;

– O setor de Serviços, o mais impactado desde o início do surto, apresentou queda de -61,8% no período acumulado;

– Os Demais Setores em Serviços apresentaram queda de -46,1% no período acumulado.

 

Fonte: https://www.cielo.com.br/boletim-cielo-varejo/

 

Confira mais conteúdos como este no nosso blog!

Plano São Paulo: entenda como funciona a quarentena inteligente

MBA e Pós-graduação: prepare-se para “novo mercado” com a IBE Conveniada FGV

 

IBE Conveniada FGV

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0