ESTUDAR NA FGV É CARO?

Segundo especialistas, o período pós-pandemia será um cenário de alta competitividade, onde o mercado de trabalho e as oportunidades estarão mais disputadas e a concorrência ainda mais acirrada. Líderes empresariais precisarão saber enfrentar os desafios, respondendo às constantes mudanças de cenário com agilidade.

Se você está se preparando para a retomada, ao optar por realizar uma especialização da Fundação Getulio Vargas (FGV), você terá em seu currículo fortes indicadores de que possui conhecimentos amplos que atendem as exigências de qualquer empresa, afinal, a chancela instituição aponta um profissional com alta capacidade de reinventar suas companhias, passar por crises e crescer em meio às adversidades.

Eleita a melhor escola de economia e finanças do Brasil, segundo relatório de avaliação trienal de pós-graduação, a FGV recebeu a nota máxima na avaliação da CAPES-MEC. Os cursos oferecidos são reconhecidos internacionalmente pela qualidade de ensino e formação, levando os alunos ao patamar de excelência e admiração.

Com a parceria IBE Conveniada FGV, isso não poderia ser diferente. Juntas, elas são responsáveis pela formação do maior número de executivos no eixo Rio – São Paulo. Sem contar, o incomparável plano de ascensão internacional em parceria com a melhores instituições de educação executiva da Europa e Estados Unidos.

A seguir, conheça 8 diferenciais da melhor instituição de ensino do continente, referência em formar profissionais altamente capacitados, em questões técnicas e práticas, para enfrentar todos os desafios que a volatilidade do mercado traz.

 

1 – Melhores CEOs do Brasil tiveram passagem pela FGV, aponta Forbes

A Forbes Brasil elegeu, pela terceira vez, os melhores presidentes de empresa do país. Os executivos foram escolhidos devido às suas capacidades de reinventar suas companhias, passar por crises e crescer em meio às adversidades. Dos 15 selecionados, 7 tiveram passagem acadêmica pela FGV.

A metodologia utilizada foi a VEC- Criação de Valor, que filtrou empresas de capital aberto considerando os resultados financeiros entre 2010 e 2017. As demonstrações de resultados de 2018 também foram avaliadas, na sequência, para identificar consistência no último ano.

De acordo com os critérios estipulados, foram excluídas empresas em que os CEOs assumiram o cargo em 2018 ou 2019, para assegurar que o CEO tenha relação com o valor gerado pela empresa no período avaliado. No caso das mulheres, dada a menor participação feminina nos quadros diretivos, foram priorizados critérios de notoriedade.

 

2– Melhor escola de negócios da América Latina, segundo a América Economia 

A Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) acaba de ganhar mais um título. Seus programas de MBA foram considerados os melhores da América Latina, segundo o ranking da revista América Economia. Em segundo lugar, aparece a Universidad Adolfo Ibáñez, do Chile e, em terceiro, a Pontificia Universidad Católica de Chile. Ao todo participaram dessa edição 37 instituições de ensino.

O ranking, elaborado há mais de 20 anos, foi reformulado neste ano e passou a considerar o Retorno sobre o investimento, item que avalia a renda obtida pelos alunos que concluíram há três anos o MBA, tanto em termos financeiros quanto a ascensão profissional, e a satisfação com o curso. Neste quesito, a EAESP obteve a nota máxima 100.

Além disso, outros quatro critérios são levados em conta: Internacionalização, Força Acadêmica (composta pela qualidade da formação acadêmica dos professores e o período de dedicação integral); Produção de conhecimento e Poder de Rede (networking dos alunos).

 

3 – FGV é a melhor brasileira em ranking de universidades que formam

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a universidade brasileira mais bem colocada em um ranking mundial das melhores instituições de ensino superior para quem quer se tornar um CEO das maiores empresas do planeta. Primeira do Brasil e 35ª no mundo, a FGV expediu diplomas de três CEOs que figuram na lista da Fortune Global. As empresas sob o comando deles reúnem uma renda de US$ 222,9 bilhões.

 

4 – Profissionais com os melhores salários

Apesar de não garantir imediatamente uma oportunidade no mercado de trabalho, podemos perceber também que a maioria dos profissionais com a FGV no currículo possuem os melhores salários. Mais uma prova de que é um investimento que realmente vale a pena.

Optar e decidir pelo melhor MBA para seu futuro profissional, não é uma decisão simples, afinal ela trará consigo um forte impacto positivo ou negativo. Mas, a partir do momento em que se tem um objetivo em mente, seja ele para mudar de função ou para crescer em sua carreira atual, escolher uma Instituição de Ensino conceituada acaba sendo o caminho mais inteligente a seguir.

 

5 – Primeira instituição do país a usar laboratórios virtuais em nuvens

Com a pandemia de coronavírus, as instituições que já estavam preparadas deram um passo à frente na inovação. O ensino a distância na FGV, por exemplo, continuou a oferecer seus cursos presenciais na modalidade a distância, para continuar oferecendo educação de qualidade e de ponta para seus alunos. Uma dessas inovações foi a implementação de laboratórios virtuais, que já estão sendo utilizados por alunos dos cursos de Big Data e Data Science, além de algumas turmas de mestrado, cobrindo cursos Lato sensu e Stricto sensu.

 

6 – Cursos cuidadosamente elaborados

Os cursos de MBA da FGV foram cuidadosamente elaborados justamente para atender os “gaps” de conhecimento que a maioria das organizações exigem hoje em dia. Sendo assim, tendo uma especialização da FGV, suas chances de empregabilidade aumentam significativamente.

 

7 – Networking com executivos de grandes empresas

Outro ponto fundamental para a carreira futura do profissional é a troca de conhecimentos entre profissionais alunos e professores que acontece em cada curso de MBA da FGV. Uma prática que possui grandes chances de se transformar em oportunidades de emprego e negócio.

 

8 – Eleita a melhor escola de negócios do país por diversas vezes

Ocupando o 5º lugar no ranking dos melhores think tanks do mundo, é a melhor da América Latina pelo 11º ano consecutivo pela Global Go To Think Tank Ranking, 2019, além de ser a vencedora do prêmio Innovations that Inspire, disputado entre mais de 100 iniciativas, pela AACSB International, em 2019.

É a única brasileira entre as 10 marcas educacionais mais influentes do mundo (LinkedIn, 2016), além de ser a única a figurar entre as dez melhores da América Latina, em ranking produzido pela consultoria britânica QS (Quacquarelli Symonds).

Vale lembrar que a instituição conquistou o selo de Instituição Socialmente Responsável pelo segundo ano consecutivo, pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES), 2019.

Além de todas essas conquistas, a FGV tem ampla produção editorial, com mais de 200 títulos de autores brasileiros e estrangeiros que debatem economia, administração, história, direito e negócios, sendo a maior instituição de ensino em números de seguidores no LinkedIn com mais de 960 mil seguidores, até o ano passado.

 

Confira mais conteúdos como este em nosso blog!

Covid-19 e os impactos no setor de varejo

IBE Conveniada FGV apresenta uma série de webinars para você assistir na quarentena

 

IBE Conveniada FGV

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0