Confira a matéria publicada pelo jornal O Liberal, com as dicas do professor da IBE Conveniada FGV, Vagner Sandoval.

Por conta do isolamento social causado pelo coronavírus, o lar doce lar de muitos brasileiros, que é um lugar de descanso e lazer, também se transformou no local de trabalho e na escola dos filhos, do dia para a noite. E agora, como conciliar a realização dos afazeres domésticos, dar atenção aos filhos e cumprir todas as tarefas do home office? Certamente não é uma tarefa fácil para ninguém, afinal o lugar é extremamente conhecido, porém num cenário totalmente novo.

“Para a maioria das pessoas, organizar o ritmo de vida nos últimos dias têm sido uma tarefa quase impossível. Como lidar com tudo isso se não tivemos tempo de pensar, treinar ou planejar a melhor forma de atuação nestas condições?”, indaga o coach de carreira e professor da IBE Conveniada FGV, Vagner Sandoval.

Para acalmar os ânimos nesse período tão difícil, o especialista preparou dicas que vão te ajudar a organizar o dia a dia, durante o período de pandemia. Confira:

Mantenha a calma: o desafio de ter os filhos passando embaixo dos seus pés, enquanto você faz uma reunião importante é, muito provavelmente, o mesmo cenário de diversas pessoas que estarão na mesma conferência. Sendo assim, todos compreendem que existe um tempo de adaptação e, logo, não irão exigir de você uma atuação sem qualquer tipo de intercorrência numa reunião à distância.

Planeje o seu dia: estabeleça uma rotina para este novo cenário. É novo também para os filhos, que não estão acostumados a ficar em casa o tempo inteiro. Desta forma, um novo planejamento familiar precisa ser elaborado. Determine o horário de acordar, pois isso vai impactar fortemente no horário de dormir. Organize o horário para o café da manhã, para as brincadeiras em família, estabeleça o período das atividades das crianças como, estudo e leitura.

“Procure colocar o seu tempo de trabalho e reuniões com a equipe no mesmo horário em que os seus filhos estarão atuando em atividades individuais como, assistindo televisão, desenhando ou brincando com os jogos eletrônicos”, explica o professor.

Compartilhe seu planejamento com todos na casa: o ato de compartilhar decisões e ações com os envolvidos cria responsabilidade e engajamento na empresa e em casa. Sendo assim, reúna todos da família e divida com eles o seu planejamento. Explique, que embora você esteja em casa, será necessário trabalhar durante alguns períodos do dia, e que a ajuda deles será de fundamental importância para isso acontecer de forma mais tranquila. Pergunte se você pode contar com a ajuda deles.

A identidade visual é importante: um dos motivos pelos quais os funcionários utilizam uniformes nas empresas é para criar uma identidade visual. Quando você vai num posto de gasolina e tem duas pessoas perto da bomba de combustível, uma vestida casualmente e outra uniformizada, certamente você irá concluir que o frentista é o uniformizado. Da mesma forma acontecerá na sua casa.

“Qual mamãe está aqui agora? Quando chegar o momento de trabalhar, coloque uma roupa que reflita trabalho. Se os seus filhos te verem de bermuda e chinelo, por exemplo, certamente eles vão pensar que a mamãe daquele momento está disponível para eles”, explicou o especialista em carreira.

Determine um local específico para trabalhar: qual o cômodo da casa que tem menor movimentação, aquele que é menos frequentado pelas crianças? Este deve ser o seu local de trabalho. Talvez a sala ofereça a melhor comodidade, porém tem a TV e o sofá que as crianças gostam de jogar vídeo game ou assistindo vídeos no celular. “Certamente será um terreno fértil para conflitos, principalmente os sonoros”.

Ter alguém para ajudar: você tem algum familiar, que não faz parte do grupo de risco, que poderia ir na sua casa para te ajudar em alguns momentos do dia? Seria fantástico, até porque muitas dicas acima não irão funcionar se você tiver um filho com menos de três anos de idade. “Certamente neste cenário a melhor solução é a ajuda externa. Na ausência desta força, a saída é se planejar para trabalhar no horário em que colocar as crianças para dormir”, explica.

Crie um sistema de recompensa: o dia aconteceu conforme seu planejamento? Todos ajudaram nas tarefas determinadas, principalmente se comportando corretamente nos horários que você trabalhou? Olhe nos olhos da criança e agradeça, reconheça a valorosa ajuda que ela deu e a recompense com beijos e abraços!

“Quem não quer ser reconhecido? Se preferir incrementar, crie também um sistema de pontuação e, uma vez atingida na semana, comemore no final de semana, pedindo algo especial para todos comerem juntos, por exemplo. Afinal, vamos passar por esse período juntos!”, finaliza Vagner Sandoval.

 

 

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0