BANI

Vivíamos em um mundo VUCA: e isso resumiu bem o que vivemos nas últimas décadas. Através dessa lente, no entanto, não podemos mais derivar informações úteis deste modelo. Em vez disso, parece que enfrentamos um caos maior do que o VUCA – na política, na atual pandemia e em muitas outras esferas da vida.

Para fins futuros, gostaríamos, portanto, de propor que aplicássemos a sigla BANI em vez de VUCA. O significado de cada componente desta nova palavra faz muito mais sentido em face dos desafios de hoje.

Mas o que é VUCA e BANI?

Neste artigo, explicaremos o significado dessas siglas, os detalhes dessas estruturas e como o mundo BANI é mais preciso para descrever as atuais circunstâncias.

Confira.

O que significava VUCA?

A sigla VUCA já existe há quase quatro décadas. O termo consiste em quatro palavras em inglês: Volatile (volátil); Uncertain (Incerto); Complex (complexo) e Ambiguous (ambíguo). A sigla foi significativamente moldada pelos resultados da Guerra Fria.

Posteriormente, serviu como um grande ponto de orientação em termos de abordagens ágeis e auto-orientadas para trabalhar, pensar e compreender o mundo em geral. No entanto, a situação mudou substancialmente desde que o termo foi cunhado na década de 1980, e a complexidade, por exemplo, parece ter evoluído para o caos.

A mudança do ambiente VUCA

Não apenas o termo foi excessivamente usado e, portanto, perdeu seu significado, ele também deixou de fornecer insights úteis sobre a questão básica: como podemos lidar razoavelmente com as circunstâncias atuais?

Neste mundo em seu estado atual, o VUCA não é mais suficiente para dar sentido a ele ou para descobrir possíveis cenários futuros. Em outras palavras: este não é mais um ambiente VUCA. Ele evoluiu, o que exige uma nova terminologia, uma nova linguagem para explicar o mundo mudado.

O escolhido foi BANI. E por que BANI? Em poucas palavras: ele pinta uma imagem clara de como o mundo nos parece hoje em dia e torna cada aspecto mais tangível.

O que costumava ser volátil deixou de ser confiável.

As pessoas não se sentem mais inseguras, estão ansiosas.

As coisas não são mais complexas, em vez disso, obedecem a sistemas lógicos não lineares.

O que costumava ser ambíguo parece incompreensível para nós hoje.

O que significa BANI?

Assim como na sigla VUCA, cada letra possui um significado específico que contribui para o conceito. Entenda:

“B” – Brittle – Frágil

Você não pode confiar em algo quebradiço ou frágil. Ele pode quebrar do nada – apesar de parecer confiável, flexível e até mesmo inquebrável. Pode até ser um ponto de ruptura que não pode ser predeterminado. Em um mundo BANI, um sistema frágil pode funcionar bem na superfície, embora esteja à beira de quebrar para sempre.

Um sistema que se torna frágil geralmente é o resultado da maximização dos lucros – e isso se aplica basicamente a qualquer área da vida. Por exemplo, a agricultura monocultural drena efetivamente o solo e torna-o mais vulnerável: um pequeno erro pode causar a “quebra” da colheita desta safra.

A história oferece vários exemplos para ambos os padrões, e você pode encontrar um ponto crítico de falha em praticamente qualquer sistema. E mais: em um mundo em que tudo está interconectado – como hoje – uma falha desastrosa ocorrida em um país pode causar um efeito cascata em todo o planeta. Basta olhar para:

  • Suprimento de comida;
  • Abastecimento de energia;
  • Comércio global em geral.

Nossos sistemas críticos estão essencialmente interligados e não possuem sistemas à prova de falhas. Se um componente falhar, o resultado pode muito bem ser uma série de sistemas falhando e caindo como dominós, um após o outro.

“A” – Anxious – Ansioso

Nesse contexto, a consequência óbvia é que a próxima letra do BANI deve significar “ansioso”. Se você está ansioso, também se sentirá impotente e incapaz de tomar decisões: qualquer opção disponível pode se tornar terrivelmente errada. Em um mundo ansioso, as pessoas:

  • Ficam esperando o próximo desastre acontecer;
  • Tendem a se tornar passivas para evitar decisões potencialmente erradas completamente;
  • Ficam desesperadas com as oportunidades perdidas;
  • Enfrentam a terrível sensação de depender de alguém que pode muito bem tomar decisões com consequências negativas para ele.

No entanto, em um ambiente moldado pela ansiedade, o objetivo é aprender a lidar com essas circunstâncias de maneira produtiva. Em poucas palavras: Cabe a nós obter uma visão positiva sobre as coisas – e podemos fazer isso sendo claros em nossas próprias mentes. A partir dessa base, podemos deduzir aspectos positivos, oportunidades e potenciais de melhoria.

Infelizmente, perdemos o foco ao receber frequentemente notícias que aumentam essa sensação de ansiedade – e ela obviamente aumentou durante as últimas décadas. Com a pandemia atual, vemos até um aumento notável na ansiedade e na depressão.

Enquanto isso, a mídia se concentra no que está acontecendo agora e muitas vezes deixa de mencionar o que é ou seria certo ou que ação levará a que consequência. Sem mencionar que lidamos diariamente com o que chamamos de notícias falsas. Descrições incorretas aumentam as emoções reprimidas listadas acima e aumentam a ansiedade onipresente em todas as esferas da vida.

“N” – Nonlinear – Não linear

A próxima letra retrata como causa e consequência não podem mais ser avaliadas com antecedência. A lógica básica do que conhecemos como uma cadeia linear de causa e efeito tornou-se não linear: eles não se encaixam perfeitamente.

Pequenas decisões têm impactos desproporcionais que podem ser benéficos e devastadores. Mudanças levam a consequências com grandes atrasos ou só mais tarde se tornam tangíveis.

Fazer muito não vai necessariamente ajudar muito e um grande esforço pode simplesmente fracassar.

Por exemplo, a atual pandemia introduziu uma crise sem precedentes em termos de escala, extensão, infecção e taxas de mortalidade – e essa luta continuará por mais alguns meses, provavelmente anos.

O mesmo também se aplica à economia, aos sistemas biológicos, à saúde médica: as consequências plenas de qualquer causa podem levar muito tempo para emergir.

“I” – Incomprehensible – Incompreensível

Esses resultados não lineares de qualquer causa parecem carecer de qualquer tipo de lógica ou propósito – eles são incompreensíveis. Não podemos compreender a causa porque ela pode ter se passado há muito tempo ou pode parecer muito terrível ou totalmente maluca. Isso torna as investigações simplesmente ridículas e não podemos entender isso.

Por exemplo, um software pode funcionar apenas com uma determinada linha de código que aparentemente não serve a nenhum propósito ou funciona em qualquer lógica de codificação. No entanto, excluir a linha tornará o software inútil. Pode ser um clichê dos programadores, mas ilustra bem o termo incompreensibilidade. A programação geralmente segue padrões lógicos alinhados, embora o caso seja bem conhecido e a causa e o efeito não façam sentido algum.

  • Curiosamente, ter mais informações e dados disponíveis também não significa encontrar uma resposta.
  • Junto com sinais potencialmente valiosos, o ruído também aumenta.
  • Ao mesmo tempo, nossa capacidade de entender o mundo permanece a mesma.

Portanto, mais informações podem apenas sobrecarregar nossas capacidades de pensamento.

Falando em software, também precisamos olhar para a Inteligência Artificial:

  • A IA foi introduzida em muitas esferas da vida diária e se tornou cada vez mais importante.
  • Seus algoritmos aprendem continuamente com o que fazemos nosso comportamento, conteúdo disponível e assim por diante.

É importante notar que podemos não compreender vários aspectos agora. Contudo, tecnologias futuras e efeitos de sinergia (cérebro humano + tecnologia) muito provavelmente tornarão muitas coisas compreensíveis, afinal.

Estatísticas para uma nova estrutura

À primeira vista, essas observações podem lançar uma luz devastadora sobre o antigo mundo VUCA. Pode-se considerar BANI um ponto de vista bastante distópico, até apocalíptico. Trabalhar no campo de cenários futuros sempre traz o risco de imagens do “fim do mundo”, ao passo que o cidadão comum também as pode ter.

Temos estatísticas e números como taxas de suicídio, estudos sobre alcoolismo e outras pesquisas que indicam que o mundo BANI confunde as pessoas em todos os níveis do mundo. Isso pode resultar em desespero sólido e uma tendência geral de sucumbir ao pessimismo. No entanto, isso não é necessário.

Sendo mais preciso e conciso do que VUCA, a sigla BANI oferece uma estrutura produtiva:

  • Para dar sentido ao mundo de novo;
  • Para compreender melhor as ligações entre causas e efeitos;
  • Para encontrar uma estrutura estável para determinar o que está acontecendo no mundo.

Como tal, cada letra da sigla também sugere opções viáveis ​​para responder aos nossos desafios atuais:

  • Se algo é frágil, requer capacidade e resiliência;
  • Se nos sentimos ansiosos, precisamos de empatia e atenção plena;
  • Se algo é não linear, exige contexto e adaptabilidade;
  • Se algo é incompreensível, exige transparência e intuição.

A estrutura BANI

Obviamente, essas são reações e não uma solução para qualquer problema. Mas isso indica que os problemas podem ser resolvidos em algum momento, apesar da ansiedade que sentimos tão profundamente. Claramente, deixamos o mundo VUCA e entramos em um novo nível ou fase (BANI):

  • Os processos no mundo são massivos e não sabemos ainda seus efeitos completos.
  • Os sistemas nos quais confiamos estão sujeitos a mudanças – incluindo sistemas comerciais, de informação, sociais e de colaboração.
  • E a mudança sempre tem um preço.

Com o BANI, agora temos uma nova linguagem à nossa disposição para descrever e compreender o que está acontecendo. Ele fornece-nos uma base para desenvolver novas abordagens. Esta é uma chance a ser aproveitada, então vamos explorar as opções que temos.

Esta é uma abordagem para colocar o acrônimo em ação adequada. Vamos agir juntos e encontrar mais caminhos para avançar de forma produtiva e sustentável, certo?

 

Quer saber mais sobre este e outros assuntos? Acesse nosso blog e mantenha-se informado!

 

Your compare list

Compare
REMOVER TODOS
COMPARE
0